LIBERDADE É UNIVERSO



A liberdade é tônica. Para todos os lados, as pessoas insistem em gritar e exigir suas liberdades. “Nada, nem ninguém poderá me cercear o direito a liberdade.”, é brado frequente.
Se existe realmente esta coisa chamada liberdade: Ohh, “Liberdade, Liberdade, abre as asas sobre nós!”
Somos filhos dos escravizados, dos escravos, dos servos, servidores e adoradores. Somos filhos do consumismo, da mídia, das redes, das grandes redes, dos preços do tomate, do feijão, das personas  midiáticas, da insegurança da rua, de nossos filhos, do amor de nossos pares. Tudo que nos faz um pouco presos, prisioneiros e aprisionadores de outrem.
Mas sobretudo somos prisioneiros da ignorância onde a despeito de sermos filhos do Universo (inimaginavelmente grandioso onde nosso sol talvez seja um pequeno grão de poeira, quem dirá um de nós.) estamos presos no desconhecimento de nossa própria grandeza. Nunca vimos o nosso Deus. Mesmo que o amemos acima de tudo até quando pensamos que não amamos.
Em santa ignorância portanto, reclamamos a liberdade. Queremos trabalhar com liberdade, dentro de empresas grandes ou pequenas, modernas, modernizadas ou antiquadas como se isto fosse possível: Liberdade... Queremos amar  nossos amados (filhos, irmãos, pais e parceiros)sem compromisso e o mais chocante: Queremos ser amados sem a obrigação de amar, já que somos livres.
Queremos ir a qualquer parte,  sermos fantasmas para alguns e celebridades para a humanidade. Quanta incoerência e ignorância infantil do homem (ser). É isto é liberdade?
Liberdade não existe! Estamos presos a nós mesmos ao nosso passado, ao futuro que teremos de viver a cada segundo que vira passado. Presente não existe. Somos presos às regras que criamos e que nos criaram para indicar a liberdade.
Liberdade é um estado de espírito, Homens! Podemos ser livres, mesmo quando todos os conceitos, inclusive os que inventamos para nós mesmos dizem não. Ouse ser prisioneiro por sua própria vontade e dentro de sua prisão será o dono de si. Admita-se prisioneiro e será livre. Em tese sua prisão não existe, assim como não existe a liberdade. Está tudo dentro de você e a prisão é como uma espécie de feitiço que não permite ver a grandeza das coisas, a própria capacidade de “navegar” por universos interiores e exteriores como ser livre que é.
Quando esta prisão é enfrentada suas amarras se desprendem, os nós esmaecem como num passe de mágica. Não tema meu senhor, àquilo que pensa ser prisão, pois é apenas  seu medo maior! É apenas o medo do que não conhece e de se perder de si. Isto não acontecerá! Todo espírito é livre e forte suficiente para enfrentar prisões e os próprios prisioneiros interiores. O universo está dentro de cada um de nós assim como somos parte dele.By GR

Postagens mais visitadas