"tocando em frente" a despeito de tudo!

Face de Deus representada em carnes, ossos e sangue. Face de Deus em esperança, sonhos e guerras.

De peito aberto, alma em punho, um ser caminha sem consciência na direção da sabedoria. Erros, acertos, loucuras lúcidas, em caminho sem fim, tristezas sem fim, lembranças sem fim, sonho sem fim... (sono sem fim?)
Faca afiada! Lâminas  fazem cortes profundos que se curam sozinhos deixando cicatrizes,  deixando a pele resistente. O importante mesmo é para onde segue. Segue o sangue, os pés ou a mente.
Para onde vai? Sem rumo, sem letra, sem vontade, para o sul ou para o norte, carregando na mochila a experiência que pesa agradavelmente sobre os ombros! Pesadamente sobre os ombros?  
Sem saber,  segue caminhando, acompanhado por fantasmas sem sombras, sombras da própria alma? Sombras tortas, tortuosas, como as árvores secas do cerrado. Árvores tortas, mortas em frutos, de seiva profunda e escassa que nutre apenas pela sobrevivência.
A pele, forte pelas cicatrizes da navalha, lâmina afiada que reluz, quebrando  luz em mil cores e amores, espalhados sem destino. A seiva, nutre e não alimenta a fome  maior. Enganam, a seiva fraca e alma desnutrida! Ilusão que alimenta homens e bichos , homens ou bichos, bichos homens. O ser que é torto de fome e feio de cicatriz,  segue como se assim nao fosse
By Glaucia -  Setembro/2012

Postagens mais visitadas