terça-feira, 4 de setembro de 2012

SOLIDÃO DE VIDA E DE MORTE



A  Solidão que te rodeia é guerra que me faz
O largada em que se atira é prisão que me acerca
As paixões em que se entrega são os delírios de meus sonhos
Sonhos de vida e de morte

Tão longe o dia da morte
Que cerra e liberta
Alma inquieta em delírios e sonhos
Anseio de paz e solidão 

 glaucia
Set/2012

Eu te ouvi pela manhã  Ouvi sua força e sua fé Manhã de céu azul veludo São tantos pontos Tantos lamentos São sons e dons Em alças de te...