ATÉ MAIS

Do porto despeço- me.
Daqui sei agora o que penso, por que caminhos seguir e o que vale a pena.
De meu porto, não mais me consumo o olhar  no horizonte.
De costas espero novas naus
Coloridas, barulhentas, brilhando a ouro... divina expressão de Deus!
Deste porto, despeço-me com as lembranças, os retratos, os livros e as histórias para contar.
Até mais.

Postagens mais visitadas