segunda-feira, 9 de setembro de 2013

MEL E LUZ

Restam-me os verdes dos mares,
Os verdes dos seus olhos, das matas,
Das inocências e incoerências.
Resta me o azul de uma alma,
O do seu céu,  ou seu mel
Doces favos perfumados como luz.

Eu te ouvi pela manhã  Ouvi sua força e sua fé Manhã de céu azul veludo São tantos pontos Tantos lamentos São sons e dons Em alças de te...