segunda-feira, 16 de setembro de 2013

LANÇAS E JOIAS

Não há julgamento que absolva o engano.
Engano de meus olhos!
Sou todos os meus enganos.
Sou a própria  lança afiada no peito que se confunde em sangue e jóias.

Eu te ouvi pela manhã  Ouvi sua força e sua fé Manhã de céu azul veludo São tantos pontos Tantos lamentos São sons e dons Em alças de te...