UM UNIVERSO POR UM PORTAL


Há um portal diante de mim. Preciso ultrapassá-lo... Do lado de lá estou eu mesma. Não sei se indo ou voltando. Aprendo-me, encontro- me num reencontro sem fim nem começo. Sem cessar busco-me e vou-me perdida de mim neste reencontro que me cansa.
  Não sei exatamente quando me perdi de mim há tempos em uma curva qualquer de rio. Sonho com o anjo que fala, sem fluência o que eu mesma entendo e falo. Sonho com um canto meu e o recomeço. Vou ficando melhor e escrevo.
Para as outras pessoas pois delas recebo   as energia de vida quando se emocionam.
Espero não seja isto vaidade, pois a isto chamo doação. Cada um doa o que tem.
Penso que o universo esta se abrindo devagar demais.











 
 
 

Postagens mais visitadas