OUÇA-O


Ouça-o como a um fado
Não é samba!
Não há o riso do repique!
Apenas o lamento na entonação
que cai...
Uma estranha forma de vida!
Tão triste (bela)
Tão bela, (triste...)
Soa a fado, não é samba!
Não há dança nas cadeiras, não há adereço nas cabeças
Apenas o coração que bate suave, inaudível, invisível
Sobrevive perene ainda que trágica:
Uma estranha (insana) forma de viver, insana (estranha)

Postagens mais visitadas