terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

VOU-ME

Vou-me nesta estrada infinita de infindas paragens
Jornada longa ou triste chora
Choram em mim perdas as ilusões
Sonhos infantis, de milagres e doces
Vou-me nestas curvas
Em brancas nuvens
Cinzas
Vou-me

Eu te ouvi pela manhã  Ouvi sua força e sua fé Manhã de céu azul veludo São tantos pontos Tantos lamentos São sons e dons Em alças de te...