MULHER

Quando puder não mais chamar-te

Quando puder  caminhar de olhos postos no hoje


Sou andorinhas no céu

O grito   saltará do peito
A voz   livre das entranhas

Sou brasas  nas veias

E quando este, o sol se põe
e a barra do dia surge no horizonte


Sou mullher

Postagens mais visitadas