SEM ADIÇAO



Um poeminha sem edição (com muita adição) e sem revisão,
De domingo a tarde,
Para quem teria apenas um amante torto se torto não o fosse.
É que meu coração
Te caça
Prende
Amassa
Te perde
E te acha
Te maltrata
Te mata
E abraça
Meu coração
Te sangra
Cura
E procura
Beija-te
Sonha-te
Te chuta
Ou chupa
A culpa
E adormece
Adoece
Endurece
Amolece
E “emburrece”
E para isto serve poesia
Para pensar tantas coisas!
E acrescentar:
Meu coração
Usa-te
E abusa,
Se lambuza
Assusta-se
Foge
Sentido
Voa-se
Vivido
Morrido
Sofrido
Transferido...
Queima-se, acontece, amanhece, consome-se errante.

Postagens mais visitadas