MAIS SOBRE PARTES


Uma parte de mim quer, a outra recua. 
Uma parte socorre, a outra é abandono. 
Uma parte de mim, silencia e a outra também. 
Uma parte segue para o portal e arrasta a outra. 
Uma parte sofre, a outra tem esperança. 
Uma parte sonha, enquanto isto a outra se esvai. 
Andanças, quimeras, andanças. 
Assim sem rumos, raça, 
Escondida nos morros ou sob o espinho da flor.

Dedico ao meu terapeuta, um pequeno grande homem danado de profissional, 
cujo trabalho e dedicação são impagáveis!

Postagens mais visitadas