quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

É...

É um frio silecioso
Uma chama que arde e não se apaga
É uma fome que não se acalma
Um sonho que não se acanha
É uma fé que não se arranha
Uma esperança que nos apanha

Eu te ouvi pela manhã  Ouvi sua força e sua fé Manhã de céu azul veludo São tantos pontos Tantos lamentos São sons e dons Em alças de te...